quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Incivilidades



By Dilermartins

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS( os gaúchos, pronunciam ÚRGUIS ou simplesmente “a federal”), foi pedagógica no tema proposto para redação em seu vestibular 2010. Incivilidades. Dando alguns exemplos da falta de civilidade, a prova pede que os candidatos se posicionem a respeito de situações cotidianas, como ocupar assentos reservados a portadores de necessidades especiais, grávidas e idosos, baixar músicas na internet sem pagar por elas, furar filas ou ultrapassar sinal vermelho. Nós que costumamos ceder assento às senhoras e senhoritas, independente de estarem gestantes, respeitar e proteger os mais velhos, bem como,  facilitar a vida daqueles que são portadores de necessidades especiais, por educação, sem necessidade de plaquinhas…Ficamos felizes ao perceber que lá “na federal”, tem gente preocupada com essas pequenas imoralidades e que aproveitando o vestibular, propõe aos jovens uma reflexão.





9 comentários:

Cinira disse...

Adorei!! Eu como recente moradora da capital, tenho me deparado com essas incivilidades frequentemente por aqui. em especial no trânsito, e acho que de fato esse é um tema de suma importância para ser abordado entre os futuros universitários e conseguentemente futuros formadores de opinião!!!

Beta disse...

Tá, como se isso fosse mudar as atitudes de muitos...
Infelizmente a realidade é muito feia, e não aparece...

Bj
beta

Chica disse...

Também me chamou a atenção esse fato e achei excelente a escolha do tema. Há de se falar, fazer refletir até sobre o papelzinho da pipoca que é jogado ao chão... abração,tudo de bom,chica

Luciana P. disse...

Incivilidade? Puxa, que ótima ideia. Isso remeteu os candidatos a refletirem acerca do que veem a sua volta. E olha que não é difícil encontrar muitas incivilidades por aí. Essas citadas são bons exemplos, mas e o que dizer do nosso próprio egoísmo frente a barbaridades sociais que, se não nos atingem, fingimos nem ver?
Parabéns a URGS, nota 10 em consciência.

Beijos, Diler, bom saber disso!

Luciana P. disse...

uallardsIncivilidade? Puxa, que ótima ideia. Isso remeteu os candidatos a refletirem acerca do que veem a sua volta. E olha que não é difícil encontrar muitas incivilidades por aí. Essas citadas são bons exemplos, mas e o que dizer do nosso próprio egoísmo frente a barbaridades sociais que, se não nos atingem, fingimos nem ver?
Parabéns a URGS, nota 10 em consciência.

Beijos, Diler, bom saber disso!

Dalva disse...

É, meu caro amigo... gentilezas que eram tão comuns hoje precisam de "leis". Triste tempo esse nosso.

Bjs.

Marco Antonio disse...

Temos tantos exemplos de incivilidade no Brasil que é irritante e o menos grave deles são os acentos reservados e ocupados por qualquer um. Mas o brasileiro se acostumou com o tal d jeitinho. Alguém sempre está dormindo para não perceber quem está em pé. Alguém sempre está ouvindo música alta demais... Enfim, começa de baixo e vai até as alturas com os nossos administradores federais e segue a bagunça. Grande abraço

Patricia Daltro disse...

Muito boa a iniciativa da universidade, infelizmente temos que lembrar a todos que vivemos e convivemos em uma sociedade e que respeitar o outro não deveria ter que ser relembrado, mas sim, inato a todos nós.

Francisco Sobreira disse...

Caro Dilermano,
A UFRGS fez um gol de placa ao escolher esse tema para redação no Vestibular. É indispensável que os jovens tomem consciência do que é respeitar os direitos dos outros, especialmente dos idosos. Para não os infringirem, como faz muita gente. Um desses desrespeitos, e que mais me emputece, é ver um mal educado furar fila em banco, ou em outros locais. E você fez muito bem em nos prestar essa informação. Um grande abraço.