sábado, 21 de fevereiro de 2009

Amor de carnaval

Imagem Google



Abandonou as amigas no saguão e entrou no salão, sentiu o calor, o perfume e alegria que só os bailes de Carnaval têm, olhou ao redor, procurando… Não achou, foi tragada pela massa de foliões, e sambou…Sua fantasia vermelha misturou-se ao mar de cores, procurando e dançando, lá se foi, dando voltas no salão, uma columbina solitária, procurando por João.
O tempo passou e uma pergunta começou a incomoda-la, “será que ele não veio?” Ficou apreensiva, nervosa, o baile já não parecia aquela maravilha do início, toda aquela gente, o empurra-empurra, a música alta com muita percursão, os gritos, o cheiro de bebida, um confete impertinente colado no lábio, deu sede, vontade de desistir, ir embora…De repente, a salvação, como numa mágica, ao seu lado estava o Pierrô Branco de Máscara Dourada, tal qual Rosinha descrevera, “branco e máscara dourada”, era João! Fez uma mímica de “oi” com a mão mexendo os dedos ao lado da cabeça e sorriu com os olhos, ele correspondeu ao seu gesto, segurou em seus ombros e saíram dançando no “trenzinho”.
Rosinha era sua melhor amiga, sabia de seu interesse por João e lhe dera a dica sobre a fantasia dele.
Brincaram pela noite, e beberam, e dançaram, e beijaram, e pularam, a alegria e a paixão tomaram conta de seus corpos e almas, e esqueceram a multidão, a música, a festa…Só haviam os dois, um para o outro…Ele a pegou pela mão e a levou, e ela foi…”Melhor do que eu imaginava!”
Acordou meio tonta, meio sonhando, meio querendo acordar, meio querendo dormir...”Que noite maravilhosa!”, pensou, virou na cama e sentado ao seu lado, assistindo seu sono, com um sorriso carinhoso estava Zé!
- Zé !
- Oi, dormiu bem?
Rosinha era sua prima, sabia do seu interesse pela moça e lhe dera a dica sobre a fantasia dela.
- Zé …
- Que foi. não gostou?
- …Adorei !

5 comentários:

Flor ♥ disse...

Oi, Diler

Gostei do conto de hoje. Em tempos de folia, João e Zé, a moça encontra afinal o que procura!

=)

Bom carnaval!

Cinira disse...

Baahhh certo que a Rosinha fiocu com o João....hehehehe

Bjss

Francisco Sobreira disse...

Bem bolado esse conto, Dilermano. Uma mulher que deseja um homem, enquanto é desejada por outro homem, e servindo de intermediário entre ela e ele uma outra mulher. Bom. Um abraço.

Valéria Martins disse...

Que delícia! Quem viveu essa história? Você?

beijosssssssssssss

Kenia Mello disse...

Levou o Zé pelo João, mas, no fim, deu tudo certo. :)