segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Voz que se cala

Amo as pedras, os astros e o luar
Que beija as ervas do atalho escuro,
Amo as águas de anil e o doce olhar
Dos animais, divinamente puro.
Amo a hera que entende a voz do muro
E dos sapos o brando tilintar
De cristais que se afogam devagar,
E da minha charneca o rosto duro.
Amo todos os sonhos que se calam
De corações que sentem e não falam,
Tudo o que é Infinito e pequenino!
Asa que nos protege a todos nós!
Soluço imenso, eterno, que é a voz
Do nosso grande e mísero Destino!...
(Florbela Espanca –Vóz que se cala
)

Para participar da Blogagem Coletiva, INTERLÚDIO COM FLORBELA,
pedi ajuda à Verinha, assim a escolha é nossa, espero que gostem.

10 comentários:

Flor ♥ disse...

Bom dia, meus queridos!

Chegamos ao grande dia da Blogagem em homenagem a Florbela Espanca.

Tanto ansiei por este dia, e eis que, por caprichos do acaso, desde sábado estou com problemas sérios de conexão, e hoje estou aqui graças ao PC de uma Lan House... Cheia de vontade de ler os seus posts, que tão carinhosamente estão sendo publicados, mas por hora impossibilitada... A presença do técnico está marcada para hoje às 16.00 h. Espero que tudo volte ao normal para que possa, além de me deliciar com as suas postagens, publicá-las no Interlúdio com Florbela, como uma pequena forma de agradecer pelo carinho de vocês... Conto com a compreensão de todos... Beijos!

Flor ♥

Lunna disse...

Acho que está segunda-feira será mais que especial, afinal, ler Florbela na blogosfera vai deixar-me de bem comigo mesma. Adoro sua escrita e essa dor que as vezes nos contagia ao ler seus versos. É possível sentir na pele a dor que ela sentia... A poesia nem sempre é apenas beleza, embora os versos sejam belos. Abraços meus e uma linda semana para ti

Serena Flor disse...

Florbela é divina e estou hiper feliz de também ter participado desta linda blogagem.
Hoje a blogosfera exala um doce perfume desta mulher com nome de Flor...bela!
Beijos e adorei o poema escolhido...lindo demais!

Georgia disse...

Sensacional. Parabéns!!!

Du disse...

"Florbela é a flor maior da poesia romântica,
é o sofrimento em versos de um soneto
é o amanhecer mais belo de um encanto
é aquela que se perdeu pra se encontrar."
(Lustato)

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Ótima escolha! Muitas das vezes, há ainda mais no que se cala do que no que se diz.

Isto é o que eu chamo de uma corrente do bem! Como é que se poderia chamar uma iniciativa que enche de poesia a blogosfera? Aqui está uma excelente oportunidade para que todos conheçam um pouco mais sobre a genial Florbela Espanca.

Eis um trecho de "Ser poeta", de Florbela:

"Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!"

Parabéns a todos que estão participando!

Sensata Paranóia

EternaApaixonada disse...

*****

Vim conhecer seu espaço e deixar um abraço! Gostei muito!
Linda homenagem à amada poetisa!
Também participei com meus blogs. Ontem devido congestionamento não consegui visitar os blogs participantes da Blogagem Coletiva, que foi um sucesso!
Tenha uma ótima semana!

Sintonias do Coração

ETERNOS SONHARES

Coisas da Helô ©


*****

Gaspar de Jesus disse...

Caro DILERMANO
Também eu vim conhecer este seu muito interessante Espaço de Partilha, para lhe agradecer a visita ao arte Fotográfica e tudo o que lá deixou escrito.
Muito obrigado
Obrigado também por me dar a conhecer este belissimo Poema da imortal Poetisa.
Cordialmente
Gaspar de Jesus

Flor ♥ disse...

Oi, meu querido... hoje finalmente estou conseguindo publicar meus posts para o Interlúdio com Florbela, nos meus 3 blogs... Ontem foi impossível, a minha conexão não entrou de jeito nenhum! :(! Desde sábado estava lenta, mas ontem parou geral. O técnico veio hoje às 18.00 h, e finalmente agora vou passear pelos blogs para ver as belezas que voces tão carinhosamente postaram. Obrigada por teu carinho... Beijos!

Paulo R. Diesel disse...

Retribuindo a visita.

E ja visitando o chacarashow.

Abraço