segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Vovô bagunceiro







Minha neta me faz lembrar meu avô…


Fico tentando lembrar cada detalhe de como jogávamos cartas, boliche, bolinhas de gude…Cada brincadeira! Tento lembrar pra copiar,
afinal ele é meu modêlo de avô. Lembro sua risada! E como minha avó o corrigia: - “Até pareces outra criança!” Pois, exatamente isso é que era bom; ele parecia mais uma criança, brincando conosco!
Um grinco velho, ferreiro de profissão, que gostava de lingüiça frita no café da manhã e massa caseira(que ele mesmo preparava) aos domingos, que tomava vinho tinto e nos servia sangria(um pouco de vinho com água, gelo e açúcar) , que enfrentou a transição do Brasil Rural para o Industrial, tendo que trocar sua ferraria na zona rural por uma vaga na fábrica da cidade, mas que mesmo enfrentando uma dura jornada de vida …Reservou para nós, seus netos, um pouco do menino que fôra um dia… Nos tratava com carinho e ternura, legando-nos seu exemplo.
As vezes fico preocupado, as crianças de hoje são diferentes, mais espertas, articuladas, brincam com jogos eletrônicos, têm página no Orkut, assistem tv o tempo todo!
Mas acabo concluindo; ainda são crianças! E se encantam com um bom jogo de cartas, uma mágica ou uma história antiga…Ah! Gostam de bagunçar! Outro dia, pra meu alívio, minha neta saiu-se com esta:





“A minha é comportada, mas o meu é bagunceiro!”



Vou continuar copiando meu avô Odone




4 comentários:

Cinira disse...

Adorei!!!!! Queria ter tido um vô assim!!!
Bjss

Patricia Daltro disse...

Meu avô também era assim, chamava de meu mágico particular, já que ele sempre estava inventando "artes" para entreter os netos. rs
A Gigi ganhou na promoção, por isso tem direito a mais dois presentes lá do Bicho de Pano e preciso de um endereço de envio!

Feliz Natal atrasado!!!

Christian disse...

Bagunceiro nao, Arteiro!

Arlete disse...

Fiquei muito feliz com o comentário que fizeste desta pessoal que foi muito, muito especial em minha vida.Tambem como tu tenho recordações, não como neta, mas como filha, as lembranças vem desda comida, bifes a milanesa com limão que ele fazia todo mes quando recebia, ate o carinho especial que sempre teve com o Jorge desde o primeiro dia de namoro,e suas palavras sabias sobre meu futuro com ele.
Ele era um homem sábio para aqueles que sabiam enxergá-lo com olhos especiais, e seus ensinamentos seguirão passando atraves de nos que soubemos vê-lo com sua alma pura, com muito amor para dar aqueles que lhes eram especiais.
Sempre falei para meus filhos como seria seu relacionamento com ele se tivessem convivido com ele, mas não foi possível.......
Deu muitaaaaaaaaa saudades, obrigado pelo comentário e desculpa por não ter mandado a foto, mil bjs e nunca deixe de ser o avó bagunceiro pois eu também tento deixar esta lembrança aos meus netos, mais de amiga, descontraida, que eles podem contar e rolar no chão comigo, do que só a que faz coisas gostosas!!!!!!!!!!!!!!
Arléte