quinta-feira, 5 de março de 2009




igual a uma pedra sozinha
na beira da praia
esperando
com sua paciência milenar


assim espero meu amor
quando, de súbito
me surpreende
com seu abraço atlântico,
me envolvendo por todos os lados
com suas ondas de beijos

ahhh
a maré alta...


Do livro Buquê de Flores
de Pedro Marodin

7 comentários:

Flor ♥ disse...

Que delícia de poema, com as metáforas do amor e do mar! Obrigada por partilhar este maravilha de Pedro Marodin!

Beijos e uma ótima 6ª feira!

Luciana disse...

E a maré alta é encantadora, não é, Dilermano?

Belo poema: emocionante e esensível.
Adorei!

Beijos

Luciana disse...

Puxa, além de uma bela poesia... um lindo template. O outro já era bonito, mas este ficou mais bonito ainda.

Parabéns!

Beijos!

€ster disse...

Olá amigo!

Confirmei o seu Arteiro para a Blogagem Coletiva, como vc não especificou qual blog iria participar, coloquei esse.

Qualquer coisa me comunique que eu mudo.


abraço e obrigada!

Cinira disse...

Pelo jeito o nosso (meu e do cesar) presente agradou...heheheh

Bjss

Luci disse...

coisa linda amor atlantico, Dil!
*
pode. e assim eu e ela estaremos todos os dias com vc e visofa!
beijo atlantico pra ti e pra ela!

Anônimo disse...

Puxa, obrigado pelo prazer de ver meu poema postado na tua página.
Um abraço,
Pedro Marodin