quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

36ª Edição do Palavras Mil

Pauta para. Mil Palabras



Foto daqui


Uma barriga, um violão





Poemas e Filhos
Vem fazer mesmo Lugar,
têm a mesma gestação ...




Filhos e Canções
nascem do Amor,
do carinho e da paixão...




No violão a melodia se faz mulher;
Mulher que na canção, se faz mãe...





Nota:

Uma homenagem para minha filha Cíntia que não é poeta,
não faz canções, mas, que estando gestante, é poesia...

5 comentários:

Chica disse...

Que coisa mais linda essa homenagem à tua filha e o vovô já está babando...abração,tudo de bom,chica

Irene Moreira disse...

LInda, Linda amigo Diler.
Parabéns pelo netinho(a)que está a caminho. E o vovô já mostra os sinais de ser "coruja".

Boa sorte!!!

Beijos

Cinira disse...

Lindo poema pai!!! Me emocionei..De fato essa barrigudinha é poesia nas nossas vidas!!!

Bjss

Moça da Lampada disse...

... Como bem sabes..já é de minha natureza marejar as retinas...então imaginas com estão nesse momento os espelhos de minha alma... Obrigada paipoeta.

Beli disse...

Que homenagem linda... sensivel e criativa!!!

bjuss