sábado, 18 de dezembro de 2010

Tatoo



Pauta para Palavras Mil - 37ª Edição


Foto daqui


Era Assistente Social do Município, de família católica, sempre fora uma cristã devotada, o amor fraterno como vocação, cultivado desde cedo, levou-a naturalmente, a escolha daquela profissão; eram os pequenos, os pobres, e os marginalizados, o grande interesse da sua vida, sua missão.


Hoje fazia um ano que no evento de entrega dos brinquedos para as crianças e das cestas de natal, na Vila Que Caiu do Céu, sua vida tinha ganhado um novo rumo:


Ele chegara pilotando sua moto vermelha com reboque da mesma cor e com chamas pintadas, do lado, em degrade, formando com suas tatuagens, um todo ao mesmo tempo harmônico e desastroso, na opinião dela que sempre tinha uma atitude discreta nessas ocasiões. Para completar a buzina imitando a risada do Papai Noel: Ho, ho, ho! Ho, ho, ho! Logo a criançada cercara a moto e o rapaz começara a distribuição de brinquedos; bolas, carrinhos, bonecas, casinhas, pipas, surgiam como que por encanto, de dentro do reboque, transformado em saco de brinquedos...


Aproximara-se visivelmente contrariada, afinal o estranho roubara a cena, bagunçara o evento que lhe custara meses de preparação, por sorte o Secretário, seu chefe, não aparecera, mas à medida que chegou perto, percebera mais que uma moto vermelha e um corpo tatuado; ele tinha amor no olhar, tratava os pequenos com carinho, brincava com eles. Jogara bola, soltara pipa, dera voltinhas na moto com a molecada.


Ela encantara-se...


- Um ano hoje... Ele disse.


- Um ano, querido. Ela respondeu sorrindo.


O casal de tatuados, que acabara de chegar com sua moto vermelha, para mais um evento, agora era igual na essência e na aparência e foi cercado pela criançada.




...Quero ficar no teu corpo

Feito tatuagem
Que é prá te dar coragem
Prá seguir viagem
Quando a noite vem...
Composição: Chico Buarque - Ruy Guerra

3 comentários:

Chica disse...

Magnifica tua inspiração,Dilermano! Parabéns e boa sorte!

Aproveito pra desejar um lindo e muito abençoado NATAL pra ti e teus.

abração,chica

Leeti disse...

Selinho pra ti no meu blog

http://chegadebla-bla-bla.blogspot.com/2010/12/obaa_20.html

J.F. disse...

Oi, Diler.
Crônica muito interessante.
Coincidentemente, tenho uma amiga aí de PA que é toda tatuada. Uma ocasião, eu tinha uma palestra para senhoras do "high society" paulistano. Essa amiga me ligou pouco antes avisando que acabara de chegar a Sampa e eu a convidei para ir à palestra. Ela chegou com a palestra já iniciada e roubou a cena. Todas aquelas quatrocentonas (de tradição e acho que também de idade) ficaram olhando espantadíssimas para a figura toda colorida que entrou. Durante a palestra, ela fez alguns apartes, incentivados por mim, mostrando que não era nenhuma figura rara. No final, na hora do chazinho com os biscoitinhos, já estava totalmente enturmada. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK! As tatuagens podem, realmente, esconder uma pessoa encantadora (era o caso!).
Feliz Natal para você e família.
Abração.