quarta-feira, 17 de março de 2010

Seu Bundinha






Ademir era casado com Geni, uma mulher que sofria de obesidade mórbida, pesava por volta de 130 kg., talvez por causa da situação dela ou simplesmente por falta de caráter, ele costumava ficar na janela e fazer “psiu” para as moças e senhoras que passavam na rua. Era um tipo estranho...
Seu comportamento aliado à conformação do seu traseiro, valeu-lhe o apelido de Bundinha, forjado nas brincadeiras dos moleques da vizinhança. Até aquele dia, sempre o tratei com respeito, estávamos colhendo amoras, a amoreira ficava na calçada, mas seus galhos se estendiam por sobre o muro da casa do “seu Ademir”, ele surgiu no pátio e gritou: “Desce daí menina moleca”! Nervosa, gritei: “Já to descendo seu Bundinha”!
Furioso ele puxou do revólver e gritou: “É agora que te mato atrevida”!
Cai, levantei; o braço doendo, as pernas bambas... Corri acompanhando a molecada, cada um para sua casa.
Chorei por medo, pela humilhação e pela dor no braço, mas não contei para minha mãe, dediquei-me as bonecas nos próximos dias.
Tempos depois ouvi dizer que uma morena linda, que morava a duas quadras dali, após muitos “psius”, convidou Seu Ademir para visitá-la na ausência do marido...Era uma armadilha e o Bundinha, de terno branco e perfumado, foi obrigado a lavar o chão da sala da morena, sob a mira do revólver do marido.
Nunca tive confirmação da veracidade dessa história, mas sempre que lembro do episódio da colheita de amoras, me vem a lembrança a imagem do Seu Bundinha de quatro pés esfregando o chão.


Créditos:
Texto: Dilermartins
(baseado em fatos narrados por Verinha)
Imagem: By Google.

8 comentários:

Beta disse...

é... o seu Bundinha se ferrou...rs

Tati disse...

Muito bom, bem escrito e agradável, vai embalando o leitor.

Abraço

Chica disse...

Ele merecia era o tiro bem no meio das pernas pra aprender. Velho nojento!abração,chica

Luci disse...

quem procura acha!
bj
ps: adorei o poema
meme? será?! então espalha...rs!

Dalva disse...

Muito bem feito prá ele!

Bjs.

Taty e Ana Laura disse...

Como dizem...aqui se faz, aqui se paga...
ana laura

Chica disse...

Verinha tem bom gosto.Vim agradecer o comentário, sempre legal e te convidar, já que sei, gostas de escrever. Passa no vamosbrincarjuntos.blogspot.com que foi reativado


Tem uma imagem e podes inventar o que quiseres sobre ela, vale até uma frase,poetrix,qq. coisa. O que importa é "brincar ", colocando nossa imaginação a funcionar!abração,lindo dia,chica

Francisco Sobreira disse...

Dilermano,
O que mais me atraiu nessa historieta verídica é o fato de você ter tomado o lugar do protagonista, com tanta competência que, até chegar ao final, fiquei pensando que o narrador fosse essa Verinha (amiga? parente?), a quem ocorreu o fato. Boa, meu caro. Um abraço.